Archive for dezembro \30\UTC 2009

Tampinhas reinventadas

30/12/2009

Este é um tipo de trabalho que você olha e se pergunta como não pensou nisto antes.

O designer Israelense Yoav Kotik transforma tampinhas de garrafa em peças maravilhosas como : colares, pulseiras e anéis. É o design associado ao conceito de reciclagem de uma forma que nos motiva a um segundo olhar, pois as peças fogem as formas básicas de tampinhas. vale a pena dar uma olhada no site do designer.
http://www.kotik-design.com/”&gt;<

Anúncios

Museu da Casa Brasileira

28/12/2009

O Museu da Casa Brasileira possui o Prêmio Design, concurso de Design com 8 categorias,e em âmbito nacional, que em sua 23º edição trouxe algumas novidades.Foram premiados trabalhos que buscassem algum destaque para a experimentação em busca de novos usos para antigos materiais e acentuada preocupação com o meio ambiente.
Alguns critérios para a escolha dos vencedores: originalidade, concepção formal, inovação tecnológica, adequação ao mercado, viabilidade industrial, qualidade e segurança, proteção ambiental, escala de produção, uso inteligente e parcimonioso de materiais empregados; além de originalidade, clareza, objetividade, contribuição ao tema proposto e design gráfico, no caso de trabalhos escritos.


Na categoria Mobiliário: 1° lugar
Poltrona Bambu #5, Cadeira Lapa, Mesa Demoiselle
O conjunto da obra reflete rigor, tanto no desenvolvimento da tecnologia da laminação do bambu, quanto na sua exploração no universo do mobiliário, permitindo – por analogia – o resgate de soluções construtivas oriundas do amplo universo do móvel em madeira laminada (cadeiras), bem como de elementos estruturais do universo da arquitetura (mesa).


Na categoria Têxteis
2° lugar
Tapete Renascença
Rosangela Ortiz de Godoy
Engenhoso e delicado resgate da tradição, requalificada pela oportuna descontextualização.

http://www.mcb.org.br/

Tabela de classificação de plásticos

23/12/2009

Este post nos ajuda a entender um pouco o que significam aqueles números impressos nas embalagens plásticas que consumimos. Nunca observou!? Então comece a observar o que você consome de embalagens, em algum lugar há esta identificação que serve para que após o descarte as embalagens possam ser classificadas e recicladas conforme a tabela abaixo, que também pode ser visualizado no site da empresa Fox Reciclagem. É, algo muito além do lixo “seco”.
http://www.foxreciclagem.com.br/produtos_plastico.php

Plástico de milho

22/12/2009


Estes pratinhos e talheres indicam que já podemos festejar mais um avanço da tecnologia. São feitos do mais puro creme do milho, o bioplástico. As vantagens são muitas: têm ótima durabilidade – podem ir ao micro-ondas e máquina de lavar louça – e, quando são descartados na natureza, se degradam rápido, coisa de quatro a seis meses, contra quase um século do tradicional plástico de petróleo. Já dá para encontrar outros objetos de bioplástico, como celulares. Estes aqui são da marca americana Terra Ware. http://www.terrawareproducts.com/
http://planetasustentavel.abril.com.br

Roupa que se transforma em roupa

21/12/2009

Com cortes e modelos super modernos, a empresa argentina remonta peças de vestuário e traz para vestidos, casacos e bolsas uma estilosa e consciente forma de se vestir e estar na moda.
Alguns lenços velhos, antigas blusas de banda, linha, tesoura e agulha. É tudo o que a Ropa Docenãda precisa para fazer o trabalho com tecidos reutilizados que vem ganhando espaço no mercado fashion.
Misturando design, arte e costura, a Ropa Doceñada apresenta roupas em um contexto contemporâneo, onde o estilo atrelado a responsabilidade é um ponto de acordo entre grifes e consumidores de moda.

http://www.ecodesenvolvimento.org.br
http://www.12-na.com.ar

Travesseiro reciclável

17/12/2009

Sua composição, desde enchimento interno até o tecido externo, é feita exclusivamente de fibra de garrafa PET, obtida através da reciclagem de garrafas plásticas.

O Trisoft Eco além de ser totalmente reciclável não utiliza água no processo de fabricação, pois emprega tecnologia de última geração em todo seu desenvolvimento. Seu enchimento interno utiliza fibra de poliéster HCS- Hollow Conjugate Siliconized, que permite maior volume e durabilidade, não deforma e oferece toque agradável e delicado. Sua malha Eco-PET proporciona maciez e suavidade com responsabilidade socioambiental.

http://www.sintex.org.br
http://www.trisoft.com.br/site/

Puf de jornal

17/12/2009


Esta é uma peça criada por David Stovell, que usou jornal enroladao para a construção.

Uma exposição em Londres instalada em uma praça no centro da cidade (New Street Square), a mostra instigou a curiosidade de quem passou por lá, pois os móveis e acessórios de decoração expostos foram feitos com material reciclado a partir de garrafas plásticas e de vidro, caixas de papelão, carrinho de supermercado e até mesmo uma caçamba de coleta de lixo.
O objetivo da mostra é fazer com que as pessoas olhem para o lixo de maneira diferente e percebam que a mudança pode vir de detalhes inusitados. Outro problema levantado pelos designers que participam da exposição é o olhar do consumidor em relação a produtos reciclados.

http://casa.abril.com.br

16/12/2009

O Instituto Akatu lançou o concurso Saco de Ideias, onde vídeos de 1 minuto apresentam a população formas de como transformar o uso de embalagens em uma atitude responsável.

“Em todo o país, surgem exemplos de uso consciente das sacolas plásticas; brasileiros que descobriram que repensar o uso das sacolinhas pode ter impactos significativos para a sustentabilidade da vida no Planeta. Nesse sentido, o concurso pretende compartilhar iniciativas dos brasileiros, para que as reflexões e práticas de uns possam inspirar muitos outros”.
Os três vídeos mais criativos, originais, mobilizadores e pertinentes ao tema serão escolhidos com o voto popular e os vencedores serão premiados, para saber como participar acesse:

http://www.sacodeideias.com.br/como-postar-o-seu-video

http://www.akatu.net/

Copenhague e a Moda

10/12/2009

Um desfile de moda realizado na quarta-feira, em Copenhague, que recebe até o dia 18 a Conferência da ONU sobre o Clima, mostrou que a “moda verde” pode ser muito elegante.

O evento, realizado na Copenhagen’s Opera House, reuniu 20 estilistas de cinco países e representantes de peso do varejo. Cada profissional apresentou dois modelos feitos com algodão e seda orgânicos, poliéster desenvolvido a partir de garrafas plásticas ou novos tecidos fabricados com resíduos da indústria e agricultura.

A Ingeo, por exemplo, é uma fibra desenvolvida a partir do milho. Com ela se pode criar tecidos capazes de imitar da leveza da seda à grossura do jeans. Outra matéria-prima para os tecidos usados no desfile é a Milkfiber, produzida a partir da proteína do leite.

Depois de analisar os 40 modelos, um júri concedeu o prêmio de US$ 6.720 à finlandesa Saara Lepokorpi, que utilizou lã orgânica, Ingeo e Milkfiber para a produção de seus looks.

O prêmio foi entregue pela princesa Mary da Dinamarca, que elogiou “as pessoas criativas, cheias de boas ideias do mundo da moda”. “É uma indústria que capta e reflete a evolução de nossa sociedade”, acrescentou ela.

 www.terra.com.br

Plástico x vidro

10/12/2009

A designer canadense Racquel Youtzy desenvolveu uma garrafa de vidro estilosa e reaproveitável para estimular as pessoas a trocarem o plástico descartável pelo vidro reutilizável.

Batizada de Tap Water, a garrafa de vidro foi desenhada para atrair os usuários e possibilitar que ela pudesse ser usada em qualquer lugar e situação, seja na mesa de um restaurante, no trabalho ou em um passeio pelo shopping. Com um design clean e tampa tipo flip (o que dá um ar retrô ao produto), a garrafa ainda traz um texto impresso no vidro lembrando porque as embalagens de plástico não são boas opções.

O objetivo de Youtzy é convencer as pessoas a usarem garrafas de vidro, mais sustentáveis e reaproveitáveis, em vez das de plástico. Depois que a garrafa esvaziar, basta repor novamente em um bebedouro ou filtro de água. Além de economizar com a compra das garrafinhas de plástico, o usuário estaria ajudando a reduzir todos os impactos ambientais causados por esses produtos ao longo de toda a sua cadeia e reduzindo os riscos que o plástico pode causar à sua saúde – tudo isso sem perder o estilo.

Segundo a criadora da Tap Water “é impossível conseguir uma água livre de químicos se ela vier de garrafas de plástico”. E ela vai além: “É irrealista pensar que a água engarrafada em recipientes de plástico, produzida em uma fábrica de engarrafamento, transportada e armazenada em altas temperaturas durante meses pode ser mais pura do que a água vinda de um sistema de filtração de sua casa”.

http://www.ecodesenvolvimento.org.br

http://tapwater-bottle.com/