Archive for junho \29\UTC 2010

Físicos explicam aerodinâmica da Jabulani

29/06/2010

Segundo Derek Leinweber e Adrian Kiratidis, que já estudaram a aerodinâmica de bolas de futebol, golfe, críquete e vários outros esportes, as manifestações dos jogadores sobre a Jabulani têm razões bem mais profundas do que simplesmente agradar este ou aquele patrocinador.

A nova bola é de fato mais rápida, faz curvas de forma imprevisível e é sentida como sendo mais dura no impacto. Os físicos afirmam que a maior dificuldade em lidar com a Jabulani deverá ser sentida pelos goleiros.

“Embora a Fifa tenha normas rígidas sobre o tamanho e o peso das bolas, eles não dispõem de regulamentação sobre a superfície externa das bolas.

“A Jabulani tem uma textura com pequenos sulcos e ‘aero ranhuras’, e representa uma ruptura radical com a bola Teamgeist ultra-suave, que foi utilizada na última Copa do Mundo,” disse o professor Leinweber.

“A Teamgeist foi uma grande tacada na última Copa do Mundo. Como ela era muito lisa – muito mais lisa do que uma bola de futebol comum – ela tinha uma tendência a seguir uma trajetória mais curva do que a bola convencional, e a cair mais repentinamente no fim da sua trajetória.

“Em comparação, os sulcos aerodinâmicos na Jabulani têm tendência a criar uma turbulência em volta da bola suficiente para sustentar seu voo por uma distância maior, e é uma bola mais rápida, mais dura no jogo.

“A expectativa é que a Jabulani faça mais curvas do que qualquer bola encontrada anteriormente. Os jogadores também estão descobrindo novas oportunidades para lançar a bola de maneira errática, para desespero dos melhores goleiros do mundo. Ao atingir o goleiro, a Jabulani terá desviado e mergulhado, chegando com mais força e energia do que a Teamgeist,” conclui o físico.

www.inovacaotecnologica.com.br

Geladeira de gel

28/06/2010

O estudante de design russo, Yuriy Dmitriev é um dos 25 finalistas classificados para a próxima fase do Concurso Electrolux Design Lab.

O refrigerador não utiliza eletricidade ou nenhuma outra fonte energética e resfria os alimentos através das propriedades químicas do biopolímero em gel que ocupa todo o centro do aparelho.

Assim, basta o usuário inserir os alimentos dentro do gel e deixar que ele os resfrie naturalmente. O criador do projeto garante que o produto não é pegajoso e não possui cheiro, o que o tornaria ideal para tal propósito.

http://www.electroluxdesignlab.com/wp-content/uploads/2010/06/22-Bio-Robot-Refrigerator.jpg

http://www.ecodesenvolvimento.org.br

Dica

24/06/2010


Em geral, para serem transformados em algum produto, os materiais precisam ser manipulados com máquinas ou trabalhos artesanais, entre outros. Aqui fica a dica de um vídeo sobre as máquinas de forrar botões, que podem ter diversas aplicações, transformando retalhos e botões em coadjuvantes de criações diversas.

Madeira além dos móveis

24/06/2010

As bolsas da Bag for Life incluem sempre um material alternativo como tecido de garrafa pet, banners usados, e agora um novo material derivado de resíduos da indústria moveleira. A linha Wood ainda vem com cheiro de canela.

http://www.bagforlife.com.br/

http://www.blogdabag.com.br/colecoes/

Curso de extensão

24/06/2010

Tubos de Pet Reciclado

22/06/2010


A reciclagem das garrafas pet parece se reinventar a cada dia, desde acessórios, vestuário, móveis, agora surgem as tubulações como alternativa ao PVC. Porém, este intento não foi fácil, como afirma o diretor da empresa Guido F. Nigra. “Teoricamente, é impraticável produzir tubo de PET”.
Os tubos são feitos de uma mistura de plásticos reciclados, com teor acima de 75% de PET pós-uso. A responsável por este feito é a Empresa Brasileira de Reciclagem (EBR), de Diadema-SP, junto as pesquisas feitas na UFSCar.
Os tubos são fabricados com base nas especificações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para os dimensionais, ou seja, diâmetros interno e externo, e espessura; para resistência à temperatura; e também para pressão interna e resistência ao impacto. A surpresa veio com os testes para pressão interna e resistência ao impacto, com resultados que superam as determinações da norma conforme o diretor da empresa, Guido F. Nigra.

A reportagem original foi retirada deste site:

http://www.plastico.com.br/revista/pm342/reciclagem1.htm

Curso + Visita Técnica

22/06/2010

Modelagem Infantil

22/06/2010

EcoSimple

21/06/2010

Retalhos, pessoas, máquinas e moda. Ingredientes de sucesso que puderam ser vistos no desfile de Alexandre Herchcovitch no último SPFW. O tecido Eco Simple é 100% reciclado e não utiliza corantes em sua produção, pois as cores são provenientes de retalhos de tecidos coloridos que são separados manualmente por pessoas de comunidades carentes. Depois de separados, são transformados em fibras novamente, e posteriormente em fios e tecidos. Acompanhe o vídeo com todo o processo:

http://www.ecosimple.com.br/

CONTATO

Rua da Seda Natural, 559
Distrito Industrial Abdo Najar • 13474.773
Americana / SP

19 3469.4951

comercial@ecosimple.com.br

Workshop

21/06/2010